(11) 4385-5777 | (11) 4771-5897
Escolha uma Página

10 dicas básicas para viajar de moto por longas distâncias

Confira essas dicas simples, mas que fazem a diferença…

Se você vai partir rumo a uma longa viagem, ou mesmo nem tão longa assim, viajando por dias, semanas ou meses, segue uma relação de 10 dicas básicas, mas que fazem a diferença.

1) Informe aos seus amigos e parentes seu trajeto e mantenha uma lista de contatos de fácil acesso

Viajar longas distâncias, pode significar que você irá cruzar lugares longínquos, como, por exemplo Deserto de Atacama, Patagônia ou mesmo países bem distantes. Por isso é importante você dividir (informar), seu trajeto aos seus amigos e familiares, via Internet é fácil fazer isso, inclusive pela rede social. Dessa forma, aqueles mais próximos a você, saberão onde você está, qualquer problema será mais fácil de ajudá-lo(la).

Outra coisa bacana de fazer, é anotar num papel alguns nomes de pessoas mais próximas e seus respectivos telefones e emails, precisando, é só consultar o papel. Lembre-se: contar somente com o celular… pode acabar a bateria, ser roubado ou estragar com a chuva!

2) Mantenha uma cópia digital simples de todos os seus documentos

Tire fotos do seu passaporte, RG, documento da moto, etc e guarde num pen drive e também, envie os arquivos para um email seu, tipo GMAIL ou ainda, envie os arquivos para sua conta num serviço tipo Dropbox. Caso perder os originais, essas cópias digitais irão te ajudar.

3) Vá para estrada bem cedo e volte antes de anoitecer

Comece seus dias na estrada o mais cedo que puder, é muito bom rodar com o “mundo acordando”. E entre num hotel, hospedagem ou mesmo monte sua barraca de camping, antes de anoitecer. Rodar a noite é sem graça (não vemos nada das belezas naturais ao nosso redor) e bem mais perigoso que rodar de dia.

4) Verifique sua moto regularmente durante a viagem

Parou para abastecer, tomar um café, chegou no hotel, antes de sair do hotel… verifique sempre sua moto: se os pneus estão ok, se existe algum vazamento abaixo da moto, se os cabos estão ok, a situação da corrente (caso não seja cardã) e por ai vai. As vezes, um sério problema pode ser evitado simplesmente porque você observou a sua moto!

5) Utilize mapas de papel e os consulte antes de iniciar seu dia na estrada

Sem dúvida, o GPS deve ser usado e é um equipamento que veio para ficar no mundo do motociclismo de viagem. Mas, de forma alguma substitui um mapa impresso! Explico: a visualização de um mapa impresso é muito mais ampla, por exemplo, você pode “descobrir” um local interessante para passar, próximo do trajeto que você pretende fazer. E via GPS, isso pode “passar batido”… além disso, se pifar o GPS…

6) Sempre que começar a chover forte na estrada, pare por pelo menos 20 minutos

Começou uma chuva forte e você está rodando? Pare na primeira oportunidade que aparecer um posto ou algo assim. Relaxe por uns 20 minutos. Esse tempo é o suficiente para a água, de uma chuva forte,  “lavar a sujeira da rodovia”, você ficar mais trânquilo e rodar seguro no aguaceiro. 20 minutos não fará diferença alguma na sua longa viagem. Esse intervalo também dá tempo, se for o caso, de você colocar suas roupas de chuva!

7) Pilote sempre no seu ritmo, mesmo se estiver num grupo ou com amigos

Não importa se você está viajando com amigos ou em grupo, pilote sempre no seu ritmo. Você não é uma criança e não precisa querer agradar ou mostrar para os outros que pode fazer determinada coisa que não se sinta seguro e confortável, como, por exemplo, rodar numa velocidade que não queira, fazer uma ultrapassagem que não faria se estive sozinho, etc. A pilotagem de uma moto é algo essencialmente individual e isso que faz a diferença da sua segurança.

Se forem seus amigos mesmo, irão entender e te respeitar. Se rirem, gozarem ou insistirem para que você faça algo que não queira, lembre-se: não sou uma criança! Simples assim.

Os motociclistas mais experientes que já conheci na vida, todos, agem dessa forma, fazendo sempre o que julgam ser o melhor. Os “maria vão com as outras”, normalmente, são inexperientes.

8) Seja educado e respeite sempre

Se no seu país ou na sua casa você, por vezes, é mau educado ou falta com o respeito, tudo bem, é um problema, mas contornável. Mas, em outros países, pode te gerar sérios problemas, inclusive interromper sua viagem.

Seja humilde, lembre-se sempre que você é apenas um visitante. Seja cordial, educado e coloque na sua cabeça, que seus conceitos podem simplesmente não ser válidos no local que você está cruzando. Respeite sempre o outro e o ambiente natural.

Você se acha o “rei da cocada preta”? Tudo bem, mas… você não é.

9) Use vestimenta sempre adequada ao clima

Numa longa viagem, a maioria dos motociclistas, usam aquelas jaquetas e calças com várias forros, tipo, um para o frio, outro para chuva. Quando está muito calor, ao invés de ficar “sofrendo” com sua roupa, faça uma parada e retire os forros… se chover, coloque o forro de chuva ou mesmo as capas e tal. E por ai vai! Sofrer de frio ou calor por não parar e retirar ou colocar uma roupa, não faz sentido.

Agora lembre-se sempre de usar as roupas com proteções apropriadas. Se você retirou todos os forros e fez tudo que podia, mas mesmo assim, sente calor, então não tem jeito, mas não vá rodar sem as devidas proteções! Nesse caso é melhor passar um pouco de calor, do que cair e ter consequências maiores por não estar com suas roupas com proteções. Lembre-se: você está numa longa viagem, distante da sua casa…

10) Tire muitas fotos!

Numa longa viagem de moto, sabe o que é mais importante? Sua vivência, seus dias na estrada, tudo que você sente e experimenta durante a viagem. E as fotos vão fazer com que você recorde e divida com os seus esses momentos. Pare e fotografe! Passar batido num belo local que você não sabe se voltará um dia, sem clicar umas fotos, vai criar uma névoa em suas lembranças…  poético e verdadeiro.

Por falar nisso, faça backup das suas fotos, as envie para um email do hotmail, gmail, copie num pen drive. Uma vez, no Equador, perdi todas as fotos que tirei desde São Paulo/Ushuaia… imagine como fiquei? Muito chateado, por isso escrevo essa última dica!

Carrinho
  • Não há produtos no carrinho.